De colecionador de insetos a criador de Pokémon: há 25 anos, Tajiri criou uma nova dimensão

HÁ 25 ANOS NASCERAM OS POKÉMON. A HISTÓRIA É LONGA E COM ALTOS E BAIXOS

Jéssica Santos


Dia 27 de feveireiro comemora-se 25 anos desde que foi lançado, pela primeira vez, um jogo que revolucionou a cultura japonesa e o imaginário de muitas pessoas: os Pokémon.

O nascimento destas criaturas inteligentes demorou alguns anos, mas valeu a pena. Mesmo depois deste tempo todo, os Pokémon continuam a fazer sucesso.


Satoshi Tajiri, designer japonês de 55 anos, é a mente por detrás dos Pokémon. A inspiração para estas criaturas inteligentes veio da sua infância.
Em pequeno, Tajiri gostava de colecionar insetos e girinos e era viciado na série “Ultra Seven”, que contava a história de um herói que guardava monstros em pequenas esferas e os libertava quando a civilização era ameaça por outras espécies.



O designer era tão fascinado por este mundo imaginário que decidiu dar-lhe vida. E assim nasceram os Pokémon, criaturas inteligentes que vivem numa outra dimensão, mas em comunhão com o ser humano, e que podem aprender vários ataques poderosos.


Muitas pessoas já encontraram semelhanças entre as criaturas dos Pokémon e alguns insetos ou aranhas. Por exemplo, este utilizador publicou a imagem de uma aranha que encontrou nas Honduras e que partilha algumas semelhanças com o Pikachu.



O nome Pokémon é a abreviação de Poketto Monsuta ou Pocket Monster, Monstro de Bolso, em português, e são chamados assim porque podem ser abrigados em Pokébolas, que são usadas pelas personagens humanas que se envolvem com estas criaturas.


Atualmente, existem mais de 800 Pokémons conhecidos e cada um é classificado pelos ataques que faz e o seu habitat e, em batalhas, todos possuem uma fraqueza e uma força.

A caminhada dos Pokémon até ao sucesso foi rude e íngreme. Em 1982, Tajiri e alguns amigos fundaram a Game Freak, uma empresa de videojogos.

E foi lá que nasceram os Pokémon, depois de Tajiri ver dois Game Boys conectados por um cabo. O designer imaginou um jogo em que os jogadores colecionavam monstros dentro do Game Boy e poderiam trocá-los ou fazer batalhas com os adversários através de um cabo.



A ideia parecia muito inovadora para os anos 90 e a Nintendo rejeitou-a mais do que uma vez. Satoshi Tajiri só conseguiu dar asas aos seus planos com a ajuda de um amigo que financiou o projeto.


Foram seis anos de desenvolvimento entre a aprovação do projeto e o lançamento japonês do jogo "Pokémon Red & Green" para o Game boy, a 27 de fevereiro de 1996. Até ao fim desse ano, foram vendidas mais de 8 milhões de cópias e sem nenhum tipo de publicidade.



Com o sucesso do jogo, surgiu o anime com o nome de Pokémon.



Em 2016, o jogo Pokémon Go veio ressuscitar a franquia. Todos conhecíamos Pokémon, mas de repente todos queríamos voltar a jogar.


Pokémon Go é um jogo para smartphones que através do GPS e a câmara do telemóvel permite aos jogadores capturar, batalhar e treinar Pokémon.



O jogo tornou-se num fenómeno global, em vários países, incluindo Portugal, e fez disparar as ações da Nintendo.


O sucesso dos Pokémon foi instantâneo, mas o trabalho não. Tajiri é o espelho da resiliência. Foi rejeitado várias vezes e nunca desistiu. Focou-se no seu sonho e, depois de tanto trabalho, conseguiu realizá-lo. Esta história fala de muito mais do que de umas criaturas inteligentes que vivem num mundo paralelo.


  • Partilha:

Top