Cachecóis, luvas, velas, flores e um mural: as homenagens a Alfredo Quintana

JUNTO AO ESTÁDIO DO DRAGÃO, PINTOU-SE UM MURAL E SUCESSIVAS HOMENAGENS A ALFREDO QUINTANA

Madalena Costa


O mundo do desporto ficou em choque com a partida de Alfredo Quintana. O guarda-redes de andebol do FC Porto e da seleção portuguesa deixou-nos, na sexta-feira, após uma paragem cardiorrespiratória.


Com apenas 32 anos e com ainda muito para viver, sucederam-se as homenagens, as palavras de carinho, a admiração e o afeto por Alfredo Quintana. Uma delas ergueu-se junto ao Estádio do Dragão, onde foi pintado um mural com a silhueta e o nome do jogador.


Ao longo do fim de semana, foram muitas as pessoas que passaram por lá e deixaram camisolas, cachecóis, velas e fotografias, de forma a homenagear a vida e a carreira de Alfredo Quintana.



Também o desporto nacional demonstrou o seu pesar com vários clubes e dirigentes a endereçar condolências à família do guarda-redes de andebol.


Após a notícia da partida do jogador, a equipa de andebol do Porto retirou a camisola 1, em homenagem, e ainda o jogo de futebol do FC Porto e do Sporting, que aconteceu este sábado, contou com um minuto de silêncio.



Apesar de ter partido cedo demais, o nome de Alfredo Quintana será para sempre lembrado!


  • Partilha:

Top