António Sala conta como perdeu a audição

NO DIA MUNDIAL DA AUDIÇÃO, ANTÓNIO SALA CONTOU QUE TEVE UMA "SURDEZ PROFISSIONAL" E QUE DESCOBRIU, MAIS TARDE, UM TUMOR

Madalena Costa


O Dia Mundial da Audição, assinalado a 3 de março, foi lembrado por António Sala, numa emissão dedicada à data na “Casa Feliz”, da SIC.


António Sala, que fez carreira na Rádio Renascença e foi líder de audiências com o programa "Despertar", foi convidado de João Baião e Diana Chaves, e contou uma situação difícil que viveu devido à sua profissão.



Por volta dos 42 anos, António Sala apercebeu-se de que estava a perder a audição quando pedia aos técnicos, que trabalhavam com ele na Rádio Renascença, para subir o som.


Descrita como “uma surdez profissional”, António Sala contou que utilizava auscultadores todos os dias durante mais de três horas e que, sem saber, estavam a agravar a sua audição.


Com o tempo, percebeu que a sua audição era quase nula de um dos ouvidos e foi, a partir daí, que pediu ajuda.


Após vários exames, António Sala descobriu que tinha um tumor e teve de ser operado. Foram evitadas várias sequelas, mas António Sala ficou sem ouvir do ouvido direito.


O problema é, atualmente, resolvido com um aparelho auditivo, que deu a António Sala a possibilidade de ser “um homem com uma vida normal”.


Em conversa com João Baião e Diana Chaves, António Sala pediu para que os aparelhos auditivos sejam vistos sem preconceito, uma vez que são capazes de oferecer qualidade de vida a milhares de pessoas.


  • Partilha:

Top